Teoria Musical Para Iniciantes



Teoria Musical - Clave - Cifra


Cifra


 A = Lá / B= Si /  C= Dó / D= Ré / E= Mi / F= Fá / G=Sol 
Sustenido: A# ou Bemol: Ab
Exemplo, acordes maiores e menores: A = lá maior / Am = lá menor

Clave


É o símbolo que classifica a altura da nota na escala musical, dando nome ás notas. Significa a possibilidade de uma mesma nota ser grafada em qualquer linha ou espaço do pentagrama. Sendo 7 nota a musicais, haverá 7 possibilidades de claves.


Temos 3 símbolos (claves):


clave de dó, fa e sol.jpg






A clave determina a posição que a nota ( que leva o nome da clave) se encontra no pentagrama, conhecendo-se assim as demais. Exemplo: a clave de sol na segunda linha; indica que a nota lozalizada na segunda linha é o sol.

Compasso



Compasso é a divisão da música em pequenas partes de duração igual ou variável.Os compassos são divididos (separados) por uma linha vertical, chamada travessão ou barra de divisão. Pode ser dupla quando separa- se seções da música e para conclui-la a segunda barra é mais grossa.




Pulsação ou Pulso

É o movimento contínuo sobre o qual se organizam as durações dos sons. Cada compasso tem um determinado números dessas pulsações que chamamos de tempo
O compasso pode ter:








De acordo com sua maior ou menor acentuação na execução musical, os tempos são chamados fortes ou fracos.O primeiro tempo do compasso é tradicionalmente considerado forte, os demais meio-fortes ou fracos.

Compassos Correspondentes

São os compassos simples e os compostos que tem o mesmo número de tempos e a mesma unidade de tempo, sendo esta simples no primeiro e pontuada no segundo.





Tendo-se um compasso simples acha-se o correspondente composto multiplicando o número superior por 3 e o inferior por 2.

 



Compassos Mais Usados

 

Fermata


É um sinal que se escreve sobre a nota ou pausa para sustenta-lá por um tempo que corresponde aproximadamente ao dobro do seu valor.

Vi em alguns artigos comentando sobre esse termo, então está para quem tinha dúvida

Principais  Figuras Musicais

Além de saber o nome e o desenho de cada figura, suas pausas e números correspondentes, é importante saber a proporção de seus valores, a relação dobro-metade.  Nenhuma figura tem o valor pré estabelecido (até que se sabia a fórmula de compasso), o que é fixado é a relação entre elas. Nesse quadro abaixo, (de cima para baixo) as figuras valem o dobro de sua duração. Ex.: a semibreve vale o dobro da mínima, a mínima o dobro da semínima e assim por diante.